quem somos

ALECXANDRA MARI ITO

Psicóloga Licenciada pela IP-USP em 1994, pós-graduada em Saúde Coletiva pela UNIFESP/EPM em 1999, e aprimoramento em Orientação à Queixa Escolar pelo Instituto de Psicologia da USP em 2008, desenvolve trabalhos sob a perspectiva da educação inclusiva, já atuou no setor público e atualmente participa de pesquisa sobre a saúde e condições de trabalho dos profissionais da educação.

 

ANA LÚCIA ADRIANA COSTA E LOPES

Possuo graduação em Psicologia e licenciatura em Psicologia da Educação pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (1996) e mestrado em Educação pela Universidade Federal Fluminense- UFF/Niterói (2006), sou doutoranda na mesma universidade. Integro o Grupo bakhtiniano de estudos e pesquisa- ATOS-UFF, com estudos das temáticas: infância, aprendizagem e atendimento especializado. Atualmente trabalho na Supervisão de Atenção à Educação na Diversidade da Secretaria de Educação/JF.  alaclopes@gmail.com

 

ANA KARINA AMORIM CHECCHIA

Psicóloga graduada, Especialista e Mestre em Psicologia Escolar pelo IP-USP. Pesquisadora do grupo de pesquisa “Psicologia Escolar e Educacional: processos de escolarização e atividade profissional em uma perspectiva crítica”, vinculado ao IP-USP.

ANABELA ALMEIDA COSTA E SANTOS PERETTA

Possui graduação em Psicologia pela Universidade de São Paulo (1997), aperfeiçoamento em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1999), mestrado e doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (2002 e 2008, respectivamente). Atualmente é Professora Adjunto 4 da Universidade Federal de Uberlândia, onde ministra aulas na graduação em Psicologia e em cursos de Licenciatura, supervisiona estágio em Psicologia Escolar. É membro do Núcleo Uberlândia do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade. Tem desenvolvido pesquisas sobre a atuação e formação do psicólogo para atuar no campo da educação e sobre a medicalização da educação. Tem experiência na área de Psicologia Escolar. Atuando principalmente nos seguintes temas: atuação e formação do psicólogo escolar, registros escolares, cadernos escolares, medicalização da educação, pesquisa etnográfica, escola pública, cotidiano escolar.

BEATRIZ DE PAULA SOUZA

Psicóloga e Mestre em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pelo Instituto de Psicologia da USP, onde coordena o serviço Orientação à Queixa Escolar, do LIEPPE. Organizadora de livros como Orientação à Queixa Escolar, e Medicalização de Crianças e Adolescentes, este último como representante do GIQE -Ed. Casa do Psicólogo. Autora do livro “Histórias de Educação: viagens e ‘viagens’” -Ed.  Belo Dia- e de artigos e capítulos de livros de Psicologia e Educação. Uma das fundadoras e participante ativa do GIQE. Membro do Fórum sobre Medicalização da Educação e da ABRAPEE.

 

BEATRIZ PINHEIRO MACHADO MAZZOLINI

Mestre e Doutora em Psicologia da Aprendizagem e do Desenvolvimento Humano pelo IPUSP. Especializações nas áreas de Ludoterapia, Psicomotricidade e Psicopedagogia. Docente de cursos de graduação em Psicologia e pós-graduação em Psicopedagogia.

Coordenadora do EPsiBA – Espacio Psicopedagógico de Buenos Aires -, em São Paulo. Atuação na área clínica, interesse no estudo da Clínica Contemporânea e da Educação de qualidade.

CÉSAR ROTA JÚNIOR

Psicólogo, especialista em Psicologia Educacional (UNIMONTES), mestre em Desenvolvimento Social (UNIMONTES) e doutor em Educação (FAE/UFMG). Professor e supervisor de estágios no campo da Psicologia Escolar/Educacional. Atua como psicólogo clínico, atendendo crianças e adolescentes com queixas escolares. Pesquisa na área da história da psicologia e da psicologia escolar/educacional.

DANIELA RIBEIRO STORT GONZÁLES ROJAS

É graduada em Psicologia pela Universidade Metodista de Piracicaba (2000), Mestre em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (2007) e cursou aperfeiçoamento em "Orientação à Queixa Escolar" na Universidade de São Paulo (2013). Tem experiência de quinze anos na área de Educação, com ênfase em Psicologia Escolar e trabalha como psicóloga na Prefeitura do Município de Jaguariúna desde o ano de 2006.

DEBORAH ROSÁRIA BARBOSA

Professora adjunta do Departamento de Psicologia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FAFICH) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Doutora em Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP), 2011. Mestre em Psicologia Escolar pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUCCAMP), 2001. Licenciada, bacharel e psicóloga pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), 1998. Professora dos cursos de graduação em Psicologia e Fonoaudiologia na UFMG. Contatos: E-mail: deborahbarbosa@usp.br ou (031) 9 9210-3155. Sala 4050 da FAFICH na UFMG em Belo Horizonte - Minas Gerais.

EDUARDO F. PRATES

Psicólogo graduado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Possui aperfeiçoamentos em Fundamentos da Psicanálise e sua Prática Clínica, pelo Instituto Sedes Sapientiae e em Orientação à Queixa Escolar, pela Universidade de São Paulo. É mestre em Psicologia Social, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atua como psicólogo clínico na Estima Psicologia e em Consultório Particular, a partir da psicoterapia breve de orientação psicanalítica. Email: eduardofprates@gmail.com / Celular: (11) 98419-5064

Coordenadora do EPsiBA – Espacio Psicopedagógico de Buenos Aires -, em São Paulo. Atuação na área clínica, interesse no estudo da Clínica Contemporânea e da Educação de qualidade.

FABIOLA GHILARDI

Formação em Psicologia pela UNiFMU 2003, desde 2004 trabalha com psicologia clínica no atendimento de crianças e adolescentes. Fiz parte do grupo Semear em 2004, ong que presta atendimento a crianças em situação de abrigo. Fiz aprimoramento em 2005 na Clínica da Puc em Psicologia Analítica. Expatriação de 5 anos (Itália), mais de 12 anos de experiência em Psicologia Organizaconal em empresas Multinacionais. Fiz parte do Grupo de Estudos em Orientação a Queixa Escolar (2017), o grupo permanece durante este ano (2018). Entrei para o Giqe em 2017 a convite da Bia. CRP 06/73968

FERNANDA DE LIMA RODRIGUES

Cursando mestrado no Programa Educação: Psicologia da Educação, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUCSP. Especialização em Psicologia e Educação, pela Universidade de São Paulo - UNIP. Aprimoramento em Orientação à Queixa Escolar no Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo - IPUSP (2011). Docente do curso de Pedagogia na Feduc - Faculdade do Educador. Experiência como psicóloga escolar na rede particular de ensino e psicóloga de Centros de Referência de Assistência Social - CRAS (desde 2012). Atualmente, psicóloga do município de Barueri. Participa da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional - ABRAPEE, no grupo de estudos sobre a obra de Vigotsky, do Laboratório Interinstitucional de Estudos e Pesquisas em Psicologia Escolar - LIEPPE, do Instituto de Psicologia da USP, do Grupo Interinstitucional Queixa Escolar - GIQE e do Fórum contra a Medicalização da Educação e da Sociedade. Experiência em eventos acadêmicos (comissão organizadora do CONPE - ISPA).

FERNANDA RIMOLI

Psicóloga e Arteterapeuta clínica e escolar. Graduação em Psicologia pelo Mackenzie. Aperfeiçoamento na U.S.P em Orientação à queixa escolar. Especialização em Arteterapia no Instituto Sedes Sapientiae.Experiência em atendimento clínico e institucional a crianças, adolescentes e adultos. Foi funcionária pública durante 6 anos, com foco na promoção de saúde e trabalhos educativos, efetuados na Prefeitura de Santana de Parnaíba. Projetos criados em rede e grande experiência com pessoas, diversidade de culturas.Longa atuação em escolas de Educação infantil, possuindo experiência no relacionamento com crianças, pais e professores. Responsável pelo desenvolvimento infantil, atuação com as dificuldades emocionais e de aprendizagem.

JANAINA ANTUNES

É graduada em Psicologia pela USF de Itatiba (2002), Mestre em Psicologia Educacional pela UNICAMP (2013), doutoranda em Educação pela UNICAMP e membro do grupo de pesquisa DiS – Diferenças e subjetividades em Educação. Trabalha como psicóloga na Prefeitura Municipal de Jaguariúna desde 2009, com experiências nas Secretarias de Saúde e Educação. É professora eventual no Centro de Aperfeiçoamento em Psicologia Escolar de Porto Alegre e no Centro Cultural Esperança Vermelha, em Campinas.

IARA SUSI MARIA SILVA

(CRP06/110214) Membro do GIQE desde 2016 - psicóloga e mestranda em Educação pela PUC/SP. Participa do grupo de pesquisa “Atividade Docente e Subjetividade”. Em 2015 concluiu Aprimoramento em “Atendimento Clínico Institucional” pelo Instituto Sedes Sapientiae (São Paulo); em 2016 realizou   Aperfeiçoamento em “Orientação à Queixa Escolar” pelo IP – USP. Desde 2012, trabalha na Diretoria Regional de Ensino, atuando nos setores que acompanham e orientam ações inclusivas na rede escolar municipal.

LILIAN SUZUKI

Possui graduação em Psicologia pela Universidade São Marcos (1987) e Especialização em Psicanálise pela USP (2002). Concluiu em 2015 o curso de aperfeiçoamento Orientação à Queixa Escolar do IPUSP. Especialista em Psicologia Organizacional/Trabalho e Psicologia Escolar/Educacional pelo Conselho Federal de Psicologia. Professora em cursos de graduação em Psicologia, Ciências Biológicas, Letras, Pedagogia, Licenciaturas e Serviço Social; de cursos de pós-graduação em Psicanálise, Psicologia e Psicopedagogia; e professora-orientadora de Trabalho de Conclusão de Cursos. Psicóloga colaboradora da Universidade de Brasília. Estudou Problemas de Aprendizagem com as autoras Sara Pain e Alícia Fèrnandez. Elaborou o glossário do livro “Subjetividade e Objetividade: relação entre desejo e conhecimento” (Ed. CEVEC, 1996 e Ed. Cortez, 2009) de Sara Pain. Psicóloga do Serviço de Apoio ao Discente da Faculdade de Tecnologia e das Faculdades Oswaldo Cruz.  Psicóloga clínica atuando principalmente nos seguintes temas: psicanálise, psicologia, desenvolvimento, queixa escolar e educação. Integra o "Fórum Sobre Medicalização da Educação e da Sociedade" e o "Grupo Interinstitucional Queixa Escolar" - GIQE, onde atualmente, participa da Comissão Editorial. Está na coordenação do Núcleo de Educação do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo. Colaborou na organização da Cartilha CRP SP “Construindo Caminhos” da série Comunicação Popular, volume VII – A psicologia e sua relação com a Educação (2016).

LUÍS ANTÔNIO GOMES DE LIMA

Possui graduação em Psicologia pelo Instituto de Psicologia - Universidade de São Paulo (1990), mestrado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (1998) e doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (2009). Atualmente é Ensino de graduação da Universidade São Judas Tadeu e Professor universitário do Instituto de Ensino Superior Vera Cruz. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia Escolar. Atuando principalmente nos seguintes temas: História da Psicanálise - Brasil, crianças, Psicanálise e Educação, Marcondes, Durval, 1899-1981.

JANAINA ANTUNES

É graduada em Psicologia pela USF de Itatiba (2002), Mestre em Psicologia Educacional pela UNICAMP (2013), doutoranda em Educação pela UNICAMP e membro do grupo de pesquisa DiS – Diferenças e subjetividades em Educação. Trabalha como psicóloga na Prefeitura Municipal de Jaguariúna desde 2009, com experiências nas Secretarias de Saúde e Educação. É professora eventual no Centro de Aperfeiçoamento em Psicologia Escolar de Porto Alegre e no Centro Cultural Esperança Vermelha, em Campinas.

MARIA ROZINETI GONÇALVES

Psicóloga com especialização em Terapia Familiar e de Casal pela PUC-SP, em Psicologia Social e Institucional pela Unimarcos e em Atendimento Sistêmico a Famílias e Redes no Instituto Familia. Atuou como Psicóloga no Ambulatório de Deficiência Mental das Casa André Luiz por 16 anos, sendo os 3 últimos como Coordenadora de Equipe Interdisciplinar e atua há 10 anos como Psicóloga Escolar no Externato São Judas. Acesso ao Lattes:http://lattes.cnpq.br/5750664333808639

MARIANA DIAS BENEDETTI

Psicóloga formada pela Universidade São Judas Tadeu (2015). Especialista em Psicologia e Educação pela Universidade Paulista (2017). Cursando aperfeiçoamento em Orientação à Queixa Escolar no Instituto de Psicologia da USP. Atua no Serviço de Apoio ao Discente da Faculdade de Informática e Administração Paulista (FIAP). É membro do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade, do Grupo Interinstitucional de Queixa Escolar (GIQE) e da Comissão Organizadora do I, II e III Encontro de Psicologia e Educação (2016, 2017 e 2018 respectivamente). Tem interesse, principalmente nos seguintes temas: Queixa Escolar, Educação, Medicalização e Ensino Superior.

MÔNICA CINTRÃO FRANÇA RIBEIRO

Psicóloga pela Universidade Paulista (UNIP). Doutora e Mestre em Psicologia na área Psicologia Escolar e Desenvolvimento Humano pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (IP-USP). Especialista em Psicopedagogia (UNIP). Aperfeiçoamento em Orientação a Queixa Escolar (IP-USP). Pesquisadora, Professora e Supervisora de estágio na área Psicologia Escolar no curso de Psicologia da Universidade Paulista (UNIP). 

POLIANA DA PAZ BONFIM
Psicóloga formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, especialista em Gestão Escolar pela IBTA e MESTRE em Psicologia Social pela PUCSP. Atua na área de Psicologia e Educação desde 2006.

PRISCILA FIGUEIREDO BILINKSI

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Paulista (2015) é especialista em Psicologia e Educação também pela Universidade Paulista (2017), atualmente cursa especialização em Gestalt Terapia no Instituto Gestalt de São Paulo. Tem experiência com Psicologia Clínica.

THAIS SANTOS TRAJANO

Possui graduação em Psicologia pela Universidade São Judas Tadeu (2017). Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Educação, atuando principalmente no seguinte tema: psicologia escolar, medicalização, ocupações estudantis.

TAMIRIS LOPES FERREIRA

Psicóloga formada pela Universidade São Judas Tadeu (2016). Participação no Regime de Iniciação Científica (2015-2016) em Psicologia escolar e educacional pela Universidade São Judas. Membro do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade, Grupo Interinstitucional Queixa Escolar e Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional. Tem interesse, principalmente nos seguintes temas: Referenciais teórico-críticos em psicologia escolar; Sócio-histórica; Histórica-cultural; Psicologia social; Medicalização da educação; atendimento psicológico às queixas escolares; Influência familiar na trajetória escolar. Atualmente trabalha como psicóloga clínica na Estima Psicologia.

RICARDO TAVEIROS BRASIL

Psicólogo formado pela Universidade São Judas Tadeu, mestre em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo e docente do Curso de Psicologia do Centro Universitário UNINASSAU (Salvador - BA). Foi tutor do Curso de Especialização Educação, Pobreza e Desigualdade Social (SECADI/MEC - Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do Ministério da Educação e da FACED/UFBA - Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia). Dedica-se principalmente aos seguintes temas: referenciais teórico-críticos em psicologia escolar, formação em psicologia, psicanálise, psicologia do desenvolvimento, psicologia social, medicalização da educação e atendimento psicológico às queixas escolares em interlocução com instituições de ensino. É membro do Grupo Interinstitucional Queixa Escolar e do Fórum Sobre Medicalização da Educação e da Sociedade.

ROXANA CHRISTEO TAVARES AMORIM MENEZES

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Paulista (2014), ensino-medio-segundo-graupela Escola Estadual Professora Oscarlina Araújo Oliveira(2006) e aperfeicoamento em Orientação à Queixa Escolar pelo Instituto de Psicologia - USP(2016).

SUNG HWAN AHN

É graduando em Psicologia, matriculado no segundo ano, pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (2016). Tem se interessado por pesquisa na área de aprendizagem, relações entre afeto e cognição e linguagem.

VALÉRIA CAMPINAS BRAUSTEIN

Graduada em Psicologia pela Universidade Paulista (1988), Pedagogia pela Universidade Nove de Julho, Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional pela Universidade Nove de Julho , cursou aperfeiçoamento em "Queixa Escolar" na Universidade de São Paulo, é Mestre em Educação, pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo na área de psicologia e educação Doutoranda na UNIFESP no programa de educação e saúde na infância e adolescência. Tem experiência de aproximadamente duas décadas na área de Educação, com ênfase em Psicologia Escolar e Educação Especial, com atividades na área Clínica, educacional e Psicopedagógico , aborda principalmente os seguintes temas: deficiência, transtornos do desenvolvimento, inclusão , desenvolvimento, aprendizagem, psicologia, queixa escolar e educação. É docente da UNIP, nos cursos de graduação em psicologia e pedagogia, colaboradora de grupos de pesquisa com os temas educação, psicologia escolar e social e deficiência , dirige e coordena o Núcleo de Desenvolvimento Mosaicos, prestou consultoria educacional, participando de equipe de avaliação externa e formação de professores no município de Barueri durante 4 anos. Assessora de NAAPA por 12 meses.

SELENE APARECIDA MOURA SCHIAVO

Psicóloga, Bacharel e Licenciada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie(2007).Especialista em Arte e Educação. Aprimoramento Profissional Clínico Institucional, em Integração Psicofísica na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e Aperfeiçoamento em Orientação à Queixa Escolar, pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Atuação em instituições do terceiro setor na área educacional e social. Tem experiência em Psicologia com foco Educacional e Clínica, na região de São Paulo e Caieiras - SP.

     O Grupo Interinstitucional Queixa Escolar (GIQE) é constituído por psicólogos que desenvolvem ações e problematizam temas relacionados à compreensão dos processos de produção das queixas escolares; desenvolvem e divulgam novas práticas de atendimento psicológico; concebem o Homem como ser social, que se constitui na relação com os diversos âmbitos da vida coletiva.
   

     O GIQE é crítico às abordagens que desconsideram os processos escolares, sociais e históricos na produção das dificuldades de escolarização. O coletivo reúne-se mensalmente, realizando estudos, debates, articulações, apoio mútuo e implementação de ações coletivas e de gestão junto ao poder público.
     

     É parceiro do Sistema Conselhos de Psicologia (CFP e CRPs), Sindicato dos Psicólogos de São Paulo (SinPsi), Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE), entre outras entidades. Realizou quatro Encontros Interinstitucionais de Atendimento Psicológico à Queixa Escolar.

      Participou do Ano da Educação no Sistema Conselhos de Psicologia, das
Conferências municipais e estadual de Educação, da organização de debates sobre a medicalização da vida escolar e da violência nas escolas.

 

      É membro do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade.
 

   Promoveu ações contra o “PL da Dislexia”. Apoia projetos que inserem psicólogos na rede pública de Educação.


  O GIQE vem promovendo avanços nas necessárias mudanças paradigmáticas de atendimento psicológico a problemas de escolarização, consoantes com sua concepção de Homem e de mundo

© 2020 por Grupo Interinstitucional queixa escolar

18767720_10155419583633724_6935003787019574011_n